a planta do natal

“Uma lenda mexicana conta que uma menina, de nome Pepita, não sabia o que oferecer ao Menino Jesus por ocasião da missa de Natal. Não podendo adquirir uma oferta digna da sua vontade, expõe o seu problema ao seu primo, Pedro, que a acompanhava a caminho da igreja. Este consola-a e diz-lhe que é o amor com que se dá uma oferta que valoriza a mesma, especialmente aos olhos de Deus. Pepita deixa-se convencer e vai recolhendo plantas vulgares das margens do caminho por onde passa. Quando chega à igreja, dá-se conta da pobreza da sua oferta e chora de tristeza. Do chão molhado pelas lágrimas da criança irrompem as flores-do-natal.”
fonte: Wikipedia
Esta lenda mexicana busca explicar o porque do Bico de Papagaio (Euphorbia pulcherrima), ser considerada a flor do Natal. São elas que adornam o Natal aqui da minha casa. Minha mãe adorava e eu também gosto muito. Ao longo dos anos vejo que elas estão se popularizando, estando mais fáceis – e baratas de serem compradas.
Então, vamos aos dados técnicos 😉
O Bico de Papagaio é originário da América do Norte, México, apresenta porte arbustivo podendo atingir até 3 metros de altura. As variedades vermelha e branca produzem flores no inverno, já a Euphorbia pulcherrima ‘Rosea’ produz flores quase o ano inteiro. Propagam-se por meio da estaquia de galhos – quer dizer, basta colocar um galho no solo para originar uma nova planta – e precisam de sol pleno para se desenvolver bem, em clima quente e úmido, de preferência. São plantas que necessitam de regas constantes, mas sem encharcamentos, e um solo arenoso com boa drenagem.
Uma curiosidade a seu respeito é que o que parecem ser as pétalas das flores, na verdade, são brácteas, ou seja, são folhas modificadas. Isso ocorre porque as verdadeiras flores da planta são pequeninas e quase insignificantes, não apresentando cores e formas atraentes para os polinizadores. Assim, as brácteas, coloridas e exóticas cumprem a função de atrair os insetos e aves responsáveis pela polinização da planta.
A seiva leitosa da planta, constituída por um tipo de látex irritante, em contacto com a pele e mucosas provoca inflamações, dor e comichão, podendo causar também irritação nos olhos, lacrimejamento, inchaço das pálpebras e dificuldades na visão. A sua ingestão pode causar náuseas, vómitos e diarréia.

Flávia Ferrari

Engenheira E “dona de casa profissional” Abandonou uma carreira executiva para dedicar-se à maternidade e à vida doméstica e percebeu que havia um hiato de conhecimento sobre o tema. Começou a registrar todas as suas descobertas em seu site, FLÁVIA FERRARI, que gerou vários desdobramentos: revistas e programas de TV aberta e fechada. Sua mais nova empreitada é o canal A Dica do Dia no YouTube, onde posta vídeos com pequenas dicas domésticas todas às terças e quintas.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE

COMO REMOVER MANCHA DE MAQUIAGEM DA TOALHA O QUE FAZER PARA ACABAR COM AS FORMIGAS COMO EVITAR BOLINHAS NAS ROUPAS COMO TER ARROZ SEMPRE FRESCO E SOLTINHO PARA O ALMOÇO COMO LIMPAR ESPELHOS DICAS DE COMO LIMPAR LÂMPADAS COMO REGAR AS PLANTAS DURANTE UMA VIAGEM COMO TIRAR CHEIRO DE CIGARRO DAS ROUPAS COMO LIMPAR COLCHÃO EM CASA COMO TIRAR CHEIRO DE CHULÉ DOS SAPATOS
COMO REMOVER MANCHA DE MAQUIAGEM DA TOALHA O QUE FAZER PARA ACABAR COM AS FORMIGAS COMO EVITAR BOLINHAS NAS ROUPAS COMO TER ARROZ SEMPRE FRESCO E SOLTINHO PARA O ALMOÇO COMO LIMPAR ESPELHOS