[DRACENA]

dracena


Bom dia a todos!
Esta semana poderia ser chamada de “DECORACASA Responde”…bem, estou organizando algumas perguntas que recebi por email e considero mais fácil serem respondidas pelo blog, com imagens e organização.

Vamos lá!

Gil, de São Paulo, pergunta:

“Oi Flávia,

Pesquisei sobre Dracena e encontrei sei site, adorei. Me falaram que a dracena quando plantada direto no jardim as raízes se multiplicam muito e acabam “ invadindo” todo o terreno e até destruindo canos e pisos, isto é verdade? Pois tenho uma dracena em casa e estou com receio de que tenha problemas futuros. Será que preciso transferi-la para um vaso?? Abraços,Gíl”

Gil,
como lhe falei anteriormente, eu nunca havia ouvido nada contra as raízes da dracena (ao contrário do que se ouve quando falamos em fícus e chefleras).
Pesquisando mais a fundo, descobri que as dracenas são plantas de crescimento lento e que suas raízes tendem a contornar os obstáculos, e não derrubá-los.
Antigamente elas estavam em quase todos os jardins, mas agora, aos poucos, voltam com tudo – principalmente algumas espécies.
Elas têm boa durabilidade e se adaptam bem, tanto na terra, quanto na água.
Por este motivo, deixe sua dracena onde ela está. Nada de aflição à toa 😉
Abaixo coloco uma seleção de algumas espécies de dracena e como curiosidade, a foto de uma dracena de 1000 anos que está nas ilhas Canárias (esta sim, gigantesca!)
Beijoca!

Cordyline terminalisCoqueiro-de-vênus, cordiline, dracena-vermelha
Família das liliáceas
Origem: Ásia, Índia e Polinésia.
Porte: arbusto de até 3 metros
Flores: insignificantes
Propagação: por estaquia de galhos e sementes

Fonte: Biblioteca do Futuro

Nome popular: dracena, dracena de vênus ou coqueiro de vênus
Origem: África
Porte: pode atingir 6m de altura
Flores: inflorescências terminais, espigadas bastante perfumadas
Cultivo: em canteiros isolados ou como cerca-viva
Solo: arenoso
Clima: quente e úmido
Luminosidade: meia sombra ou sol pleno
Irrigação: freqüente
Dificuldade de cultivo: fácil
Adubação: use NPK rico em N anualmente
Curiosidade: os seguimentos em tronco, quando colocados em pratos com água, brotam com facilidade, por isso são popularmente chamados de paus d’água.
Fonte: Paisagismo Brasil

Dracena sanderiana – também conhecida (e utilizada) como bambu da sorte

Dracena Árborea (solução super bacana para interiores)

Super Dracena de 1000 (será?) anos (eles que falam isto)

AROMATERAPIA PARA DORMIR MELHOR

CIRANDA NATALINA – A postagem :-)

botando ordem no galinheiro (um pouco)

como tirar velas de suportes

é tudo culpa dele!

CRONOGRAMA DA CASA: COMO CUIDAR DA CASA COMO UMA EMPRESA

© Copyright 2024 | flaviaferrari.com.br | Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: mufasa