árvore da felicidade

Em 24 de Novembro, recebi o seguinte comentário DECORACASA:

“Vanessa deixou um novo comentário sobre a sua postagem “árvore da felicidade“:
Tive que recorrer ao blog porque na minha cidade, e na região, ninguém conhece a Árvore da Felicidade. Ganhei duas mudinhas pequenas de minha melhor amiga, uma macho, e outra fêmea,ambas plantadas em um pequeno vaso. Há cerca de 40 dias levei o vasinho para uma cidade maior da Região, para serem transplantadas para um vaso maior, e de barro, como sugeriram em vários sites que falam da planta. A moça que faz limpeza na minha casa deixou o vaso cair, e ele quebrou. Ela retirou as mudas e colocou em um pote com água, levou para casa, e plantou em um vaso maior, de plástico. Não sei porque motivo, todas as folhas da fêmea cairam, tendo ficado apenas o galho, bem fininho (ela ainda pode se desenvolver?). A macho não se desenvolveu nada, desde que ganhei, há vários meses atrás.  Estou desesperada. Esperava ver minha árvore forte, crescendo, e ela na verdade está morrendo. Preciso muito de dicas sobre essa planta específica, e não tenho mais a quem recorrer.
Só uma última pergunta: quanto tempo a Árvore da Felicidade leva para atingir cerca de 1 metro?
Aguardo retorno.
Desde já agradeço imensamente a atenção.”
Fiquei muito comovida com a história e fui me informar um pouco mais a respeito da árvore da felicidade, porém quando fui responder… nenhum contato via email! Por isto, Vanessa, este post é para você. E para quem mais gostar de árvores da felicidade.
Meus pitacos:
• A árvore da felicidade não é uma planta que gosta de umidade em excesso. Talvez o fato dela ter sido imersa em um pote com água pode ter causado a queda das folhas. Agora que ela está replantada, dê uma atenção especial às regas. Regue sempre que o substrato esteja seco e não deixe enxarcar nem com pratinhos sob o vaso;
• A recomendação de replante em vaso de barro (ao invés de plástico) segue a mesma linha de pensamento: menor acúmulo de água. Porém eu não mudaria suas mudas neste momento. Aguardaria elas se recuperarem um pouco mais para depois realizar o replante;
• Coloque suas mudas em um local arejado, mas não com vento em exesso para não desidratar as folhas;
• Também procure um lugar iluminado e claro, mas sem sol direto. Principalmente nesta época de recuperação da muda, todo cuidado e carinho é pouco;-)
• A adubação deve ser realizada com adubos que não necessitem de muita água também. Minha sugestão é o húmus de minhoca a cada dois meses;
• Quando for replantar suas mudas, a sugestão de substrato que encontrei em vários sites é: 1 parte de terra comum, 1 parte de terra vegetal, 1 parte de composto orgânico,1 parte de areia (veja só, a areia reforça a idéia de solo muito drenado)
• O crescimento da árvore da felicidade é lento. Para você ter idéia o exemplar macho desta foto, que plantei há quase 5 anos na casa do meu pai, deve ter agora 1,40m de altura. As plantas que estão em minha casa (foto) se desenvolvem mais rapidamente por se tratarem de mudas antigas, com caules longos já crescidos anteriormente. Mas não desanime. Com amor e cuidados, elas crescem e aparecem logo, logo 😉
• Último comentário: não desista das suas mudas. Sempre vale a pena cuidar e ver como elas se desenvolvem. Mesmo que as folhas demorem a aparecer, uma planta bem cuidada mostrará seu viço mais cedo ou mais tarde.
Agora, para aguçar um pouco mais sua vontade, segue uma foto da árvore que está em meu condomínio. Veja que deslumbre! Nada de “super cuidados”, apenas adequação às necessidades da planta.
Para ler tudo o que publiquei sobre árvore da felicidade, clique aqui.
Beijoca!

Flávia Ferrari

Engenheira E “dona de casa profissional” Abandonou uma carreira executiva para dedicar-se à maternidade e à vida doméstica e percebeu que havia um hiato de conhecimento sobre o tema. Começou a registrar todas as suas descobertas em seu site, FLÁVIA FERRARI, que gerou vários desdobramentos: revistas e programas de TV aberta e fechada. Sua mais nova empreitada é o canal A Dica do Dia no YouTube, onde posta vídeos com pequenas dicas domésticas todas às terças e quintas.
Flávia Ferrari

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE