tie dye for kids (e para os grandinhos também!)

tiedie5

 

E daí que meus pequenos mudaram de escola.

Os dois. Ao mesmo tempo. Agora.

Não que esta fosse uma notícia ruim; a logística de ter um filho estudando em um lugar pela manhã, enquanto a filha estudava em outra escola à tarde estava comendo meus horários – e a minha lucidez – durante todo ano passado.

A mudança aconteceu meio de sopetão, no susto e na sorte – para quem não sabe, em algumas escolas aqui de SP há uma longa fila de espera, que gera uma loteria,  sorteio ou outras formas de definir as tais vagas – mas aconteceu. Brinco que os céus ficaram com dó do meu esquema de mãe maluca e resolveram me dar uma trégua no trânsito.  Agora, só me resta a adaptação. Alea jacta est.  😉

O causo é que a tal escola nova prescinde de uniforme. O uniforme existe, mas não é obrigatório e pouquíssimo utilizado. Com as mudanças à vista, decretei que os pequenos também estariam liberados. Mas…teríamos definidas (e muito bem definidas) quais roupas seriam utilizadas para a escola. E o que pode ser melhor do que participar – e criar – parte das roupas que serão usadas no dia a dia? Uma ótima oportunidade para engajamento, comunicação e discussão.

Mãos à obra!

tiedie2

Durante as férias escolares comprei camisetas brancas básicas, em uma confecção local. Também comprei várias tintas para tecido (quanto mais constrastantes as cores, melhor!), elásticos e bisnagas plásticas. Emprestei colheres de pau da cozinha e forrei a mesinha de atividades com uma toalha plástica.

A técnica do tie dye tem um nome autoexplicativo: amarrar e tingir. Esta é a regra básica que molda todo o processo- os desenhos abstratos são resultados de diferentes amarrações e mistura de cores.

tiedie1

Para garantir que as cores se misturem de uma forma bacana é importante ter uma tinta bem fluida. Para isto basta diluir a tinta para tecido convencional  (mais espessa) em água, para que ela “escorra” e tinja o tecido de uma forma bacana. Não há proporção fixa, vale o bom senso. No meu caso, deixei esta tarefa para a pequena, que fez toda a mistura diretamente nas bisnagas de aplicação.

tiedie4

O passo seguinte foi “amarrar” a camiseta. Como queríamos um efeito de espiral, posicionei o cabo da colher de pau mais ou menos no centro da camiseta e fui girando até formar um “caracol”. Feito isto, amarrei todas as pontas da camiseta com elásticos. A espiral é uma alternativa de amarração, mas pode-se torcer a camiseta em vários sentidos, amarrá-la em pontos diversos pois cada amarração produzirá um efeito diferente – com diferentes espaços em branco. O importante é prender toda a camiseta e garantir que ela fique estável com os elásticos.

tiedie11

E agora começa a parte “divertida”:  aplicar a tinta com as bisnagas, vendo-a penetrar nas fibras da camiseta e começar a imaginar o resultado final. Neste ponto já conseguimos ver se a tinta diluída está suficientemente fluida. Se não estiver, mais água nela!

tiedie6

Depois de bem “pintada” eu sempre peço para os pequenos apertarem bem a camiseta, fazendo com que as tintas misturem-se ainda mais, ampliando o efeito da pintura. (Se você não quiser mãozinhas sujas ao final, pode optar por utilizar luvas).E perto da hora de abrir a estimada camiseta, o coração começa a bater mais forte, imaginando o que virá. Ansiedade boa demais!

tiedie7

Para finalizar, deixe secar em posição horizontal para garantir que o excesso de tinta que ainda está na camiseta não escorra manchando a forma tingida original. Quando secas, basta seguir as instruções do fabricante de tintas quanto à lavagem e conservação. Depois disto, é só alegria! Customizamos ainda mais algumas camisetas da pequena cortando as mangas, gola e bainha!

Gosto muito desta técnica porque ela não exige nenhum preparo ou conhecimento prévio, qualquer pessoa pode fazer e se divertir – mesmo aquelas que se julgam “super sem jeito” e, o melhor de tudo, não há certo nem errado. Quando abrimos a camiseta, sempre temos uma bela surpresa!

Agora um segredinho: se você não tem filhos mas quer fazer camisetas tie dye pode aproveitar a “desculpa” do Carnaval que está chegando para pintar e bordar com suas camisetas personalizadas. 😉

Beijo grande

tiedie9

Flávia Ferrari

Engenheira E “dona de casa profissional” Abandonou uma carreira executiva para dedicar-se à maternidade e à vida doméstica e percebeu que havia um hiato de conhecimento sobre o tema. Começou a registrar todas as suas descobertas em seu site, FLÁVIA FERRARI, que gerou vários desdobramentos: revistas e programas de TV aberta e fechada. Sua mais nova empreitada é o canal A Dica do Dia no YouTube, onde posta vídeos com pequenas dicas domésticas todas às terças e quintas.
Flávia Ferrari

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE