chegou mais um Natal

 

 

 

fenix1

(imagem)

Antes de me sentar em frente ao micro para escrever estas linhas respirei fundo e chorei um pouco.

Este ano passou rápido demais para eu já escrever a respeito  do Natal, de mais um ciclo de encerramento. Não tive tempo para postar metade das ideias que tive; na verdade, não tive tempo de realizar metade das ideias que tive e certamente aumentei – e muito – a lista dos “a fazer”.

E o que aconteceu neste 2014 que deixou tantas coisas para trás?

No meu caso, eu vivi.

Intensamente.

A intensidade dos acontecimentos não foi planejada – isto é praxe. A vida simplesmente me pegou pela mão e fez acontecer –  na verdade, penso que seria mais honesto escrever que a vida, sem cerimônia alguma, me jogou na fogueira.

Conheci novas coisas, novas perspectivas, novas pessoas e novas ideias. Confraternizei com amigos, descobri novos sentimentos além da fronteira tênue entre o branco e o preto convencional. Cuidei e enxerguei a família com outro olhar. Fiz novos trabalhos em novos meios e alguns já bem conhecidos. Mudei móveis de lugar trocando a decoração sem comprar nada. Tive momentos de imensa alegria entremeados com outros de tristeza tão profundos em que realmente achei que não tinha saída. Fui do inferno ao céu em um piscar de olhos – e vice versa.

Desta “montanha russa emocional e física” o que eu sei é que a Flávia de 01 de janeiro de 2014 não é a mesma de 23 de dezembro do mesmo ano – e penso que você, que me lê com tanta paciência do outro lado da tela, também não é a mesma pessoa do início deste ano. Nem melhor nem pior, apenas diferente e “crescido” depois de quase 365 dias.

A vida é assim. Surpreendente.

Nossas certezas são mutantes, assim como são as situações – e quando estamos na fogueira viramos cinzas para depois renascer como Fênix.

Desejo que este Natal que chegou tão rápido aos meus olhos seja repleto de amor e asas de Fênix para que todos nós possamos voar alto em 2015 – e até transportar elefantes em nossas costas como pontuam alguns mitos.

E que o sentimento cinza pouco convencional seja a mola da nossa alegria.

Um beijo grande,

flavia

Flávia Ferrari

Engenheira E “dona de casa profissional” Abandonou uma carreira executiva para dedicar-se à maternidade e à vida doméstica e percebeu que havia um hiato de conhecimento sobre o tema. Começou a registrar todas as suas descobertas em seu site, FLÁVIA FERRARI, que gerou vários desdobramentos: revistas e programas de TV aberta e fechada. Sua mais nova empreitada é o canal A Dica do Dia no YouTube, onde posta vídeos com pequenas dicas domésticas todas às terças e quintas.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE

  • respostas e algo mais…respostas e algo mais… Nossa, como o ano passou rápido!Já estamos no final de Junho, as aulas dos meus filhos […]
  • aceite uma mãozinhaaceite uma mãozinha  porque arrumar a árvore com as crianças é algo que não tem preço ;-)(os enfeites podem […]
  • enormeenorme Cade vez que vou visitar meu pai, eu sigo me espantando com o crescimento desta […]
LIMPADOR DE ÓCULOS DE SOL E GRAU MISTURINHA PARA DESAMASSAR ROUPAS COMO DESENROLAR FILME PLÁSTICO FÁCIL COMO HIGIENIZAR COLHER DE PAU COMO LAVAR TRAVESSEIROS EM CASA COMO LIMPAR MOCHILA: PASSO A PASSO COMO TIRAR PELO DE CACHORRO DO SOFÁ COMO DESEMPERRAR GAVETA E ZÍPER 7 MENTIRAS SOBRE O VINAGRE (E 1 VERDADE) COMO TIRAR CHEIRO DE MALA
LIMPADOR DE ÓCULOS DE SOL E GRAU MISTURINHA PARA DESAMASSAR ROUPAS COMO DESENROLAR FILME PLÁSTICO FÁCIL COMO HIGIENIZAR COLHER DE PAU COMO LAVAR TRAVESSEIROS EM CASA