daminhas e pajens

Não há como negar que crianças entrando graciosamente na cerimônia dão um charme a mais, nãe é?
Fica tudo mais lúdico, mas humano.
Meus pajens e a dama foram os sobrinhos do maridex. Mantendo a coerência do casamento petit comitè no campo, nada de terninhos e rebuscados vestidos como queriam as mães das crianças – sim, porque mãe de pajem/daminha também é um pouco mãe de noiva!
Meninos em bermudas e suspensórios, enquanto que o vestido da menina era todo em etamine com bordados em vagonite feitos por mulheres de uma ONG. Ou seja, além de lindo, único, o vestido era também socialmente responsável.
Sempre fico pensando que é uma boa idéia usar das habilidades manuais de alguma avó ou tia que borde para que o carinho delas marque presença na cerimônia ou na festa. 
Para que estas boas lembranças durem para sempre…
Beijo grande

Flávia Ferrari

Engenheira E “dona de casa profissional” Abandonou uma carreira executiva para dedicar-se à maternidade e à vida doméstica e percebeu que havia um hiato de conhecimento sobre o tema. Começou a registrar todas as suas descobertas em seu site, FLÁVIA FERRARI, que gerou vários desdobramentos: revistas e programas de TV aberta e fechada. Sua mais nova empreitada é o canal A Dica do Dia no YouTube, onde posta vídeos com pequenas dicas domésticas todas às terças e quintas.
Flávia Ferrari

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE

  • participação especialparticipação especial Estamos no tradicional mês das noivas. Mas será que as festas de casamento precisam ser […]
  • bonecaboneca Na postagem de ontem, mostrei minha daminha de honra entrando linda com seu vestido de […]
  • maximizemaximize mesa do boloUma das boas coisas que fiz no meu casamento - e esta, confesso, foi meio […]