convite de efeito

A função do convite é… convidar, recordar, fazer com que o convidado não se esqueça da festa!
Também é criar aquela expectativa boa, aquela ansiedade gostosa de esperar a festa chegar.
Mas quando falamos de crianças pequenas, é necessária uma dose extra de criatividade para envolver os convidados, para que eles sintam-se parte convidada.
Quando minha pequena fez 4 anos, conseguimos envolver fazendo um convite que tinha as fotos de todos os amigos convidados à festa. Eles se reconheciam nas imagens e, segundo as mães, andavam com o tal convite pela casa toda, esperando pela festa.
Agora, passados dois anos do fato, meu filho recebeu um convite que provocou a mesma situação (só que desta vez, era eu quem estava apreciando o deleite do convidado!):  um convite para a festa dos “Super Amigos” com um desenho que o próprio aniversariante fez, escaneado e impresso. A recepção do meu pequeno foi impressionante: ficou engajado na festa, esperando acontecer e andou com o convite pela casa toda, como se fosse um “tesouro”.
Mostrando que ideias de efeito não precisam ser rebuscadas nem “teorias de fogute”: basta lembrar que o básico afetivo transcende a passagem dos anos e as mudanças de gerações.
Beijo grande

Flávia Ferrari

Engenheira E “dona de casa profissional” Abandonou uma carreira executiva para dedicar-se à maternidade e à vida doméstica e percebeu que havia um hiato de conhecimento sobre o tema. Começou a registrar todas as suas descobertas em seu site, FLÁVIA FERRARI, que gerou vários desdobramentos: revistas e programas de TV aberta e fechada. Sua mais nova empreitada é o canal A Dica do Dia no YouTube, onde posta vídeos com pequenas dicas domésticas todas às terças e quintas.
Flávia Ferrari

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE