fita isolante na parede

abertura1

Atrás da porta de correr, na casa de campo, eu tinha uma grande parede branca, bem ao lado dos quadrinhos afetivos. Ela me incomodava, pois queria colocar algo para surpreender ali. (No vigésimo andar eu coloquei a flor surpresa e acho que viciei na ideia).

Procurando inspiração me deparo com a postagem da Vivianne Pontes sobre decoração na parede com fita isolante, a mestra das propostas modernas com materiais inusitados. Guardei a proposta dentro da minha cabeça cheia de ideias para ver se realmente tomava coragem para colocá-la em prática.

O empurrão que faltava, quem diria, veio de uma loja de materiais elétricos. Enquanto esperava por um adaptador tomada velha – tomada nova “descobri” que existem variações de cores de fita isolante. Na verdade, existem 4 variações além da famosa preta: vermelha, verde, amarela e branca. Saí feliz e contente da loja, levando um rolo de cada cor e já imaginando em logo colocar o projeto em prática tão logo fosse.

Para colocar o projeto em prática, eu utilizei dois rolos de fita isolante, um preto e um vermelho (cerca de R$ 3,80 cada), uma tesoura, uma espátula de silicone para cortar a fita e um estilete pra fazer os acabamentos.

detalhes1

Minha ideia era realizar algo geomético, seguindo as inspirações da Vivi, mas já na primeira colagem eu saquei que linhas retas não eram para mim. Sempre tive tendência a fazer desenhos curvos e assim foi com a fita. Na verdade foi uma grata surpresa ver quão facilmente a fita se amoldava às minhas ideias curvilíneas. E desta forma fui criando organicamente o desenho na parede.

Alguns detalhes da execução são super importantes:

  • Capriche no acabamento: será ele quem diferenciará o resultado do seu trabalho. Cantos bem cortados e alinhados só trazem benefício visual. Repararam bem no encontro entre as fitas vermelhas e pretas na foto acima? É disto que estou falando.
  • Faça a fita aderir bem: neste caso a espátula é imprescindível. Aplique bem, repasse com a espátula e garanta que a fita está bem grudada na parede.
  • Saiba que as curvas feitas com a fita isolante tendem a retrair se puxarmos muito: ou seja isto pode causar um desgrude ou um acabamento diferente do que você deixou. Fique atento à tensão aplicada em cada pedaço de fita.
  • Para cortar bem, garanta que seu estilete está bem afiado antes de testá-lo na parede.
  • Bom senso é tudo: ele lhe dirá quando a “obra” está pronta, quando você deve parar.

No meu caso, meu bom senso disse que o momento de parar era este:

final1

Todos aqui da casa gostaram do resultado e do processo. O pequeno ajudou a colar algumas fitas e divertiu-se comigo, marido sacou algumas fotos… Ah! foi tudo de bom.

E se você tiver ainda mais um pouquinho de paciência, as fotos abaixo mostram o making of da empreitada.

Beijo grande

fita2

Flávia Ferrari

Engenheira E “dona de casa profissional” Abandonou uma carreira executiva para dedicar-se à maternidade e à vida doméstica e percebeu que havia um hiato de conhecimento sobre o tema. Começou a registrar todas as suas descobertas em seu site, FLÁVIA FERRARI, que gerou vários desdobramentos: revistas e programas de TV aberta e fechada. Sua mais nova empreitada é o canal A Dica do Dia no YouTube, onde posta vídeos com pequenas dicas domésticas todas às terças e quintas.
Flávia Ferrari

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE