canto perdido ou grande achado?

aubergine04

 

Diz a legislação que todas as vezes que é construída uma janela, devemos deixar um recuo mínimo do muro do terreno vizinho (para que a luz possa entrar pela tal janela, ora pois 😉 )

Na prática, isto resulta em abertos que, muitas vezes, dão de cara com um paredão. Triste, feio, mas nunca um problema sem solução.

Melhor dizendo: uma ótima oportunidade para fazer bonito (e diferente)

Vejam este exemplo:  a grande porta janela da sala dava para um minúsculo cubículo de iluminação (que também servia para deixar entrar luz na cozinha deste pequeno sobrado). Tudo para ser um canto feio, com o peso da muralha vizinha se impondo.

O que foi feito?

  • Uma cor chamativa no muro, pois já que é para aparecer, que apareça bem;
  • Pedriscos no chão – um toque charmoso que evita mais quebra quebra para troca de revestimento e permite uma boa drenagem (a dica é proteger o ralo – se houver – com uma manta antes de colocar as pedrinhas e não entupí-lo)
  • Enfeites de ferro trabalhados para mostrar capricho tanto na parede quanto no piso
  • Plantas, lindas e adequadas ao local: um toque de vida pleno, arrematado por uma fonte.

Voilà: o que era para ser um canto esquecido, mostrou-se o ator principal do espaço, cheio de charme e personalidade.

E não é que o que julgamos como grande problemas podem ser, na verdade, as melhores oportunidades?

Beijo grande

aubergine10

Flávia Ferrari

Engenheira E “dona de casa profissional” Abandonou uma carreira executiva para dedicar-se à maternidade e à vida doméstica e percebeu que havia um hiato de conhecimento sobre o tema. Começou a registrar todas as suas descobertas em seu site, FLÁVIA FERRARI, que gerou vários desdobramentos: revistas e programas de TV aberta e fechada. Sua mais nova empreitada é o canal A Dica do Dia no YouTube, onde posta vídeos com pequenas dicas domésticas todas às terças e quintas.
Flávia Ferrari

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE